Síguenos en las redes sociales  

Uma visita muito especial

Ruth olhou sua caixa de correio, só havia uma carta. Ela a pegou e antes de abrir-la, notou que não tinha nenhum selo, apenas seu nome e endereço.
Querida Ruth:
"Estarei no teu bairro no sábado à tarde passarei para visitar-te, durante a noite”.
Com amor, Jesus.

Suas mãos tremiam, não podia acreditar no que tinha lido. Por que o Senhor queria vir me visitar? Não sou ninguém especial, não tenho nada a oferecer... Nesse momento, Ruth lembrou o vazio predominante nas prateleiras da sua cozinha. Não tenho nada para oferecer. Terei que conseguir algo para o jantar.
Pegou a sua carteira e jogou o conteúdo sobre a mesa: Vinte pesos e quarenta centavos.
Comprarei um pouco de pão e algo mais... Vestiu um casaco e saiu. Pensou, talvez eu possa comprar algum frango, metade de pão e um litro de leite...

No caminho para casa, Ruth ouviu uma voz: — Senhora, senhora... pode nos ajudar?
Ruth estava tão absorta pensando no jantar que não viu as pessoas que a chamavam. Era um casal, com aspecto muito ruim, sujos e esfarrapados.
— Olhe senhora, eu não tenho emprego, minha esposa e eu estamos vivendo na rua há algum tempo, estamos com muito frio e fome, não temos nada... Poderia nos ajudar?

Ruth os olhou com mais cuidado, estavam muito sujos e aparentemente desnutridos, nesse momento pensou que eles poderiam arranjar algum trabalho se realmente quisessem.

— Senhor, gostaria de ajudar-lhes, mas eu também sou uma mulher muito pobre, só tenho um pouco de pão e muito pouca comida que está reservada para um importante hóspede que virá visitar-me esta noite.
— Está bem, senhora, eu entendo, obrigado de qualquer maneira e desculpe pelo inconveniente. O homem colocou o braço em torno de sua esposa e saíram.

Ao vê-los sair assim, Ruth sentiu uma forte batida no seu coração e gritou: — Senhor, senhor, espere!
O casal parou e viram como Ruth corria na direção deles. Por favor, aceite esta comida, eu vou pensar em alguma coisa para servir a meu convidado... E entregou a bolsa com os alimentos.
— Obrigado, minha senhora, muito obrigado!
— Sim, obrigado! – disse a mulher tremendo de frio.

Sem pensar, tirou o casaco e o colocou sobre os ombros das mulheres. Sorridente e cheio de alegria pelo que tinha feito, Ruth voltou para casa, sem nada nas mãos, tremendo de frio e com alegria, por um lado, de ter feito o bem e, por outro, com a tristeza de não ter nada para o jantar.

Antes de abrir a porta, percebeu que havia outra carta, com as mesmas características da anterior, sem selo ou remetente. Pegou o envelope e abriu:
Querida Ruth:
"Obrigado pelo delicioso jantar e obrigado também pelo belo casaco."
Com amor, Jesus.

Jesus disse:
"Porque tive fome e destes-me de comer; tive sede e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me; Estava nu, e vestiste-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e fostes ver-me. Então os justos lhe responderão, dizendo: Senhor, quanto te vimos com fome, e te demos de comer? Ou com sede, e te demos de beber? E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? Ou nu, e te vestimos? E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te? E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes. Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos; Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber; Sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes; e enfermo, e na prisão, não me visitastes. Então eles também lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou estrangeiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos? Então lhes responderá, dizendo: Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim”. Mateus 25: 35-40

Más para Leer

blog-thumb
El perdón

17-03-2016


Perdonar

20-05-2019


blog-thumb
Una buena Lección

27-07-2009


Compártelo

Escríbenos

Déjanos un mensaje